Translate

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

IDEIAS INTERDITADAS




A Bienal de São Paulo,não é mais a mesma.
Quando comecei a frequentar a Bienal,como leitora,meu foco, sempre foi encontrar novos lançamentos,autores,livros que não estavam nas livrarias,preciosidades,participava das palestras com os grandes intelectuais,protagonistas de grandes transformações na sociedade.
Inicialmente,participar como coadjuvante da Bienal foi a realização de um sonho,porém,confesso que na prática,fiquei decepcionada,visto que o grande evento perdeu sua essência e transformou-se em um palco de celebridades sem efeito educativo consistente.
O intuito,como autora,por meio do livro "A importância da Pedagogia nas Empresas",era tentar criar soluções para ajudar as pessoas a preparar-se para a empregabilidade,mediante a experiência durante a procura por emprego,descobri o motivo pelos quais as empresas estão criando tanta dificuldade na hora de contratar,exigindo efeitos especiais dos candidatos,então resolvi compartilhar esse conhecimento para conscientizar as pessoas sobre a diferença, entre, ter uma ocupação e um emprego(profissão),um conteúdo elaborado cuidadosamente,enfatizando a necessidade de saber sobre a etimologia ou estudo da origem e da evolução das palavras,e a partir do seu significado,poder incluí-las em nossa vida de maneira consistente.
Contudo,tudo não passou de uma ficção,poucas pessoas entendem o real significado de uma Bienal,então,me deparei com pessoas interessadas em tirar selfies dos cenários,pegas sacolinhas grátis,entre outras futilidades que podem ser realizadas a qualquer momento,além disso,estava claro que o evento,visava apenas o lucro,e com um ingresso tão caro,sem contar o estacionamento,e os gastos com alimentação,raras eram as aquisições de livros.
E ali estava eu,como uma vendedora,sem identidade,competindo com cosplays e modelos,tentando convencer as pessoas de que a leitura é uma Lei que resolve muitos problemas,na verdade eu não sabia se estava em um show em torno de muita gritaria,ou em uma feira erótica,com tantos atores seminus,substituindo as estantes,e os discursos dispersos,sufocando as propostas genuínas dos autores em criar uma Bienal inesquecível do ponto de vista evolutivo.
Em suma,as ideias permaneceram interditadas,a ilustração,retrata fielmente o sentimento que ficou em relação,a minha participação na Bienal de 2016.
Apesar das frustrações,agradeço todas as pessoas que acreditaram na minha proposta,algumas não estão na fotos e sim no meu coração.


Nenhum comentário: