Translate

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Conselhos da Ezofrênia

Realmente algumas empresas estão desenvolvendo habilidades incríveis para driblar a crise.
Como não está fácil para ninguém,descobri o que algumas empresas estão fazendo para gerar receita e substituir a falta da clientela,estão vendendo para os desempregados,como assim?vou contar uma história, rapidinho, não é para dormir,e sim para acordar.
Ezofrênia, a protagonista de algumas histórias antigas desse blog, ainda está desempregada, opa!, a atualmente a expressão é buscando recolocação no mercado, mas, desta vez as dificuldades também sofreram reformas,enfim(junto,porque é um advérbio de tempo que tem o mesmo sentido de finalmente),o currículo foi selecionado para a vaga de massagista em um Spa,pouco conhecido.
Saltitante,pesquisou no Google maps,fez funilaria e pintura com as maquiagens da 25 de março,ideais para um visual comportado e dentro do orçamento e seguiu para a tão almejada entrevista.
A recrutadora fez algumas perguntas padrão:
-Onde você mora dona Ezofrênia?
-Zona leste.Retrucou a nossa heroína.
-De quantas conduções você precisa para chegar ao trabalho.
-Ônibus e metrô?Continuou.
Após analisar o currículo,prosseguiu:
-Agora vou apresentar a nossa empresa para você.Trabalhamos com a classe A.A.A, e temos vagas para várias unidades,amanhã terei uma reunião com os diretores da empresas,e até o final do dia,dou um retorno,na semana que vem começamos o treinamento com duração de 19 dias.
-Ezofrênia,interrompeu:
-Mesmo que o feedback seja negativo,vocês avisam?
-Claro!
-Vocês fornecem o vale transporte e alimentação durante o treinamento?
-Vou ser bem realista,antigamente nós pagávamos os custos,porém várias pessoas desistiam no último dia e deixavam a empresa na mão,por isso,agora o candidato arca com os custos,mas temos parcerias que garantem o desconto na refeição.
Ezôfrenia pensou por alguns instantes,sobre o porquê de tanta desistência,mas continuou ouvindo atentamente.
-Você também devem assinar um contrato comprometendo-se a trabalhar com a gente durante 6 meses,para que o treinamento não seja em vão.Reforçou a recrutadora.
Após as considerações finais,despediram-se (aposto que você também quer fazer o mesmo )
Ezofrênia lembrou-se da aula de história da 5ª série,sobre a escravidão, ficou desapontada,pois se fosse casada bastava formular um contrato com o marido para o mesmo paga-la para cozinhar,lavar e passar.




Nenhum comentário: