Translate

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Pesquisas científicas com Acupuntura no tratamento de Ansiedade e Stress


Recentemente, vem sendo publicado na literatura diversos resultados preliminares positivos do efeito da Acupuntura no tratamento de diversas condições como ansiedade e depressão leve (Wang 2001), ansiedade crônica relacionada ao stress pós-traumático (Hollifield 2007), abuso de substâncias (Chae 2008, Courbasson 200, Grusser 2005), insônia (Spence 2004), e várias outras condições aonde a ansiedade e stress também fazem parte do quadro de sintomas, como asma (Scheewe 2008), dor músculo-esquelética (Hansson 2007, He 2005) e pós acidente vascular cerebral (Wu 2008).

Estas pesquisas científicas vêm demonstrando que o tratamento por Acupuntura pode beneficiar os pacientes com distúrbios de stress e ansiedade, por:

– Agir em áreas cerebrais conhecidas por reduzir a sensibilidade a dor e stress, e promover relaxamento e desativação da região “analítica” cerebral, que é responsável pelas preocupações excessivas e ansiedade (Hui 2010)

– Regular níveis de neurotransmissores (ou os seus moduladores) e hormônios como a serotonina, noradrenalina, dopamina, gaba, neuropeptídeo Y e ACTH; alterando assim a neuroquímica do sistema nervoso central, auxiliando na modulação dos estados afetivos negativos (Lee 2009, Samuels 2008, Zhou 2008, Yuan 2007).

– Estimular a produção de opióides endógenos que afetam o sistema nervoso autonômico (Arranz 2007). O stress ativa o sistema nervoso simpático, enquanto que a Acupuntura pode ativar o sistema nervoso parassimpático, que tem efeitos opostos ao simpático, iniciando a resposta de relaxamento.

– Diminuir os níveis de citocinas inflamatórias relacionadas à ansiedade (Arranz 2007)

– Diminuir as mudanças relacionadas ao stress na bioquímica e comportamento (Kim 2009).

A Eletroacupuntura no tratamento de Stress e Ansiedade

Um estudo publicado recentemente no Journal of Alternative and Complementary Medicineencontrou que a eletroacupuntura – que consiste na aplicação de pequenos estímulos elétricos através das agulhas de acupuntura – foi tão efetivo quanto a fluoxetina (nome genérico do Prozac) na redução dos sintomas de depressão. Durante 6 semanas, pacientes foram submetidos à eletroacupuntura 5 vezes na semana ou uma dose padrão de fluoxetina. Os pesquisadores acompanharam os sintomas dos pacientes a cada 2 semanas, e dosavam os níveis sanguíneos de uma proteína neuroprotetiva, o fator neurotrófico de crescimento nervoso (GDNF). Estudos prévios encontraram que menores doses de GDNF em pacientes com depressão, e que o tratamento com medicamentos antidepressivos auxiliava no retorno do GDNF a níveis normais.

Após seis semanas de tratamento, os dois grupos demonstraram uma melhora similar nos sintomas, e em ambos os tratamentos, os níveis de GDNF retornaram ao normal. No entanto, os pacientes que foram submetidos à eletroacupuntura obtiveram resultados mais rapidamente, com redução dos sintomas na 2a e 4a semana melhores que o grupo que recebeu o medicamento antidepressivo. Entre os pacientes que apresentaram melhora importante de seus sintomas, uma maior porcentagem do grupo acupuntura apresentou “melhora ótima”.

Vantagens da Acupuntura em relação ao uso de medicamentos antidepressivos

No estudo citado acima, os pesquisadores encontraram melhoras mais rápidas nos pacientes que foram submetidos à Acupuntura. A Acupuntura não apresenta efeitos adversos e colaterais que são comuns em medicamentos antidepressivos, tais como: náuseas e vômitos, sonolência excessiva, constipação, boca seca, disfunções sexuais, e ganho de peso.

Em casos de distúrbios mais graves de depressão e ansiedade, a Acupuntura ajuda inclusive na regularização do sono e humor, podendo inclusive auxiliar na diminuição das doses necessárias dos medicamentos ansiolíticos e antidepressivos.

Nenhum comentário: